IBRAF in the Regional Ministerial Conferences on Green Economy
17 de junho de 2019
Abertura da primeira Conferência Ministerial Regional das Américas sobre Economia Verde
25 de junho de 2019

IBRAF nas Conferências Ministerias Regionais sobre Economia Verde

O Instituto Brasil África (IBRAF) é um dos parceiros na série de Conferências Ministeriais Regionais sobre Economia Verde, lançada globalmente como resultado do sucesso da Cúpula Mundial da Economia Verde e em resposta direta aos pedidos dos países participantes e parceiros institucionais para aproximar as soluções da economia verde dos contextos regionais.

O Presidente do IBRAF, Prof. João Bosco Monte, foi um dos palestrantes da Regional da África, no Cairo. Ele destacou a importância da agenda da economia verde na sessão “Soluções para ampliar as tecnologias inovadoras verdes”.

“Precisamos abordar a questão de como a economia verde afeta e impacta onde vivemos. O setor privado precisa ser incluído em todas as equações para que possamos ver os resultados e a juventude é nosso melhor recurso natural nos países ”, disse o Prof. Monte.

Os fóruns de alto nível nas cinco regiões do mundo promovem globalmente soluções bem-sucedidas de economia verde, baseadas em evidências, que atendem às necessidades dos países na implementação da Agenda de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas em 2030.

As Conferências Ministeriais Regionais sobre Economia Verde de 2019 são organizadas pela Organização Mundial da Economia Verde (WGEO) em estreita cooperação com as Nações Unidas. Depois da África, a Regional das Américas será realizada em Fortaleza, Brasil, de 24 a 26 de junho. O IBRAF é o parceiro local no Brasil para a conferência, trabalhando em conjunto com a WGEO, com o Escritório da ONU para a Cooperação Sul-Sul (UNOSSC), com a Secretaria para Mudança Climática das Nações Unidas (UNFCCC), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a International Solar Alliance (ISA) e o Governo do Estado do Ceará.

As Conferências Ministeriais Regionais sobre Economia Verde visam aumentar a conscientização regional, apresentando e ampliando o impacto de soluções de economia verde bem-sucedidas, criadas e testadas por países em cada região. As três áreas temáticas de foco das cúpulas são melhorar os marcos regulatórios e políticas para economia verde, promover investimentos verdes inovadores por meio de parcerias público-privadas e aumentar a capacidade de cada país para o desenvolvimento de ações verdes holísticas.